Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

oraviva

oraviva

09
Abr18

Trumpalhada

publicado por júlio farinha

   Donald Trump é, no teatro do mundo, uma personagem trágico-cómica e não faz parte, portanto, daquele grupo de grandes presidentes que a América produziu ao longo da História. Ele está nos antípodas de homens como Washington, Roosevelt, Lincoln, Kennedy e até Obama.

   Trump não tem culpa de ter sido eleito. A responsabilidade da sua existência como presidente dos EU terá a assinatura dos russos ou do Facebook? Não se sabe ao certo, mas a coisa não tem muita importância. É mais relevante e próximo da verdade admitir que a culpa é dos próprios americanos, da senhora Clinton e da onda conservadora que tem assolado virulentamente o mundo ocidental.

   O que dói a uma espécie em vias provisórias de extinção parcial - a sociedade e cultura progressistas - é saber quem é e o que representa o dito Donald. Nele espelha-se o que de mais infeliz produziu uma parte da humanidade nos últimos tempos por ter ido buscar ao populismo, ao racismo, à xenofobia, ao belicismo, ao reacionarismo, enfim, o fermento da sua (des)orientação político-ideológica.

   Não se pode dizer que Trump seja um ator indeterminado. Antes fosse. Para ele, não há empecilhos que obstem à concretização das suas erráticas políticas. O homem não olha a meios. É preciso acabar com a emigração? Esqueça-se que a América foi e é feita de emigrantes e erga-se um muro (físico e cultural), que custará uma bagatela, a separar os EU do México. A mais rica nação do mundo ambiciona ser ainda mais rica? Reforce-se a já enorme industrialização que possui, à custa da utilização de recursos energéticos não renováveis (poluentes) e rasgue-se a assinatura dos acordos de Paris. A América não tolera inimigos nuclearizados e tão perigosos como os EU? Então, Trump avisa que, se for preciso, arrasa por completo a Coreia do Norte.

   Trump apresenta uma visão retrógada do mundo mas é presidente dos EU. Um tipo tão imprevisível e culturalmente desfavorecido no poder de uma nação poderosa é um perigo para os americanos e para todos nós. Por isso, subtraiam-lhe o botão aos seu brinquedos.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D